Notícias

31/07/2015

Piracicaba envia à Câmara projeto que define área da Cidade Judiciária

Piracicaba envia à Câmara projeto  que define área da Cidade Judiciária

Piracicaba (SP) enviou à Câmara de Vereadores um projeto de lei que define a área onde será construída a Cidade Judiciária do município. De acordo com o Executivo, o documento enviado ao Legislativo autoriza o recebimento de um terreno de 39,9 mil metros quadrados, que era de uma empresa de Santa Bárbara, e fica na região do bairro São Francisco, próximo ao Taquaral.

Segundo o procurador-geral do município, Mauro Rontani, o projeto é uma solicitação do Poder Judiciário local. “Hoje a cidade possui um Fórum antigo, em um local onde é difícil a mobilidade urbana”, disse. Dos 39,9 mil metros quadrados do terreno, 20 mil serão destinados à Cidade Judiciária, de acordo com a administração.

“A implantação da Cidade Judiciária em Piracicaba trará agilidade na apreciação dos processos que correm na Justiça Local, permitindo aos cidadãos maior facilidade de acesso, vez que os serviços do Judiciário local estarão em um único espaço”, afirmou o prefeito Gabriel Ferrato (PSDB), na justificativa do projeto enviada à Câmara.

Justiça do Trabalho
Segundo o procurador-geral do município, no espaço restante do terreno, de 19,9 mil metros quadrados, a Prefeitura estuda instalar o prédio da Justiça do Trabalho, que atualmente funciona no bairro de Santa Teresinha. “Se houver interesse da Vara do Trabalho, o município será muito beneficiado”, contou.

Rontani também afirmou que o novo espaço da Cidade Judiciária vai garantir melhor acesso para a população do que o atual Fórum. “A Cidade Judiciária terá fácil acesso tanto para os piracicabanos, como para quem é de fora da cidade. Além de ser perto do Hospital Regional, as vias de acesso são avenidas”, explicou.

A Câmara de Piracicaba está em recesso desde o dia 1º de julho e retomará as reuniões ordinárias na segunda-feira (3). O G1 tentou contato com a Casa para saber quando haverá votação do projeto, mas até a publicação não obteve retorno.

Fonte: G1 Piracicaba e Região